segunda-feira, 31 de março de 2014

Habilidades mentais das crianças pequenas



Poder ver um ser humano se desenvolver e adquirir capacidades cognitivas é realmente um privilégio. Ver quando os pequenos começam a perceber certas coisas pela primeira vez, como quando a noobaby notou as gatas de estimação que temos (foi lá pelos 4 meses, antes disso era como se as gatas fossem invisíveis), é lindo. 

Noobaby está com praticamente 1 ano e 2 meses e a capacidade dela de prestar atenção no mundo e interagir se refina dia a dia. Percebo que ela tem um bom vocabulário. Não, ainda não fala, mas entende uma quantidade bem grande de palavras. Supostamente, aos 18 meses, uma criança entende 10 palavras. Mas noobaby entende mais.

Ela tem um chinelinho da Hello Kitty e umas roupinhas da Hello Kitty. Sempre que ela usa, eu mostro e falo: a "Rélo". Ontem ela usou o chinelinho e estava obcecada pela bonequinha que tem nele. Queria tirar do pé o tempo inteiro. Hoje ela estava olhando uma revista e tinha uma figura da Hello Kitty, eu mostrei e disse: 'olha a "Rélo", filha', e ela olhou pra revista e depois para os pés. Ou seja: fez uma associação.

Acredito que a primeira palavra que ela entendeu fora papai, mamãe, foi livro. Desde que nasceu lemos pra ela e deixamos ela manusear livros. Ela adora. Acho que foi a primeira palavra que ela associou a um objeto.

Atualmente ela entende as palavras gatas (porque temos duas), os nomes das gatas, papá (comida), mamá (mamadeira), papai, mamãe, vovó, Blue (o desenho Blue's Clues), Stitch (sim, ela tem 2 de pelúcia que dormem com ela e ela sabe que os outros bichinhos de pelúcia não são o Stitch), passear, livro, tomar banho e Hello (Rélo). Também entende comandos simples como "dá a colher para o papai", "dança", "faz tchau tchau", "bate palmas", "coloca aqui", "liga o rádio".

É hipnotizante ver o quanto ela aprende rápido e como vai ficando mais independente (dentro do possível para a idade) a cada dia.

Hoje eu descobri o Vroom, que é um site e um aplicativo de celular que sugere atividades para ajudar no desenvolvimento do cérebro dos nossos filhos. Tem dicas muito boas e coisas que eu já fazia porque tinha lido no Brain Rules for Baby ou em outros livros.

Atualmente estou lendo The Whole Brain Child, que tem dicas ótimas sobre como fazer as crianças utilizarem ambos os lados do cérebro para serem mais confiantes e tomarem decisões mais acertadas, bem como evitar os famosos chiliques e ataques dos pequenos. As dicas servem inclusive pra adultos, estou adorando.

Ler livros é ótimo e sempre se pode tirar boas dicas, mas aparte disso, acho que o mais importante é prestar atenção nos nossos filhos, perceber os pequenos e grandes passos que eles dão no seu desenvolvimento, se engajar no relacionamento com eles não como chefes, mas como mediadores, deixando que a criança se desenvolva no seu ritmo e receba estímulos na medida.

É o que procuramos fazer com noobaby e os resultados eu vejo todos os dias. Sou muito grata pela oportunidade de poder acompanhar de perto o crescimento da minha florzinha.